O que é carne cultivada e qual é a importância dessa tecnologia?

A carne cultivada em laboratório é um produto feito a partir de células de animais, mas sem envolver o sofrimento ou a morte deles. É uma tecnologia que faz com que células se multipliquem e sejam usadas para criar tecidos, como carnes que já existem no mercado.

O procedimento de retirar essas células é muito pouco invasivo: é possível extrair de uma pena, por exemplo, ou com uma incisão muito pequena, do tamanho de uma semente de gergelim.

Como é feita a carne cultivada?

Empresas estão recebendo investimentos milionários para o desenvolvimento da carne cultivada, mas essa tecnologia não é necessariamente nova. A indústria biomédica já a utiliza para desenvolver tecidos humanos para transplantes há anos.

As mesmas técnicas da biomédica estão sendo usadas de referência para desenvolver as carnes de laboratório.

O primeiro passo é coletar as células de animais, de maneira não-invasiva. Então, elas são separadas umas das outras (dissociadas) e semeadas em um biorreator de proliferação, que são basicamente recipientes que criam ambientes favoráveis aos processos biológicos. Ali, as células se proliferam e se diferenciam entre musculares e esqueléticas. Milhões de células podem ser produzidas a partir de uma célula.

No biorreator também há moléculas chamadas de fatores de crescimento, que estimulam a proliferação e a diferenciação celular. Uma vez que as células já tenham se proliferado o suficiente, são transferidas a um biorreator de perfusão, onde recebem nutrientes e se transformam num produto final conhecido como a carne.

Qual é a importância da carne cultivada?

Ela tem um impacto 92% menor no aquecimento global, polui 93% menos, usa 95% menos solo, 83% menos água e pode poupar a vida de bilhões de animais explorados para alimentação no mundo

É estimado que a população mundial chegue a 10 bilhões em 2050 e é possível que não haja mais terra agrícola o suficiente para a criação de animais e nem para plantação de insumos de ração para esses animais.

A carne cultivada chega como aliada ao meio ambiente, à fome no mundo, à saúde pública e, principalmente, aos bilhões de animais que deixarão de sofrer.

É provável que a maioria das pessoas que já não comem carne, não tenham o interesse em experimentar as carnes cultivadas. Mas essa é uma tecnologia muito importante pra acelerar o processo pelo fim da exploração animal no mundo.

Enquanto a carne cultivada não chega aos supermercados, que tal deixar os produtos de origem animal fora de prato e se alimentar de proteínas vegetais?