1. As galinhas poedeiras são totalmente diferentes das que as pessoas comem.
    As galinhas poedeiras são criadas não só para produzirem uma quantidade absolutamente anormal de ovos, como também para caberem junto de outras dezenas em pequenas gaiolas. Já as galinhas e os frangos de corte são criados para crescerem tão depressa que, com apenas algumas semanas de vida, mal conseguem sustentar o peso do próprio corpo.



  2. A contaminação por salmonela é frequente em ovos e carne de frango.
    De acordo com pesquisas nos Estados Unidos, cerca de 25% de toda carne de frango e ovos estão contaminados pela bactéria Salmonella.



  3. As galinhas de corte são manejadas para crescerem tão rápido que mal conseguem ficar em pé .
    Elas crescem tão depressa que ficam completamente imobilizadas pelo próprio peso. Por conta disso, também sofrem ataques cardíacos, falhas de órgãos e diversos outros problemas.



  4. A indústria avícola está destruindo o planeta.
    Relatórios mostram que a indústria de aves é uma das maiores responsáveis pela poluição de rios no mundo.



  5. Não há nenhuma lei federal que proteja as galinhas.
    Apesar de haver diversas leis que punem maus tratos a animais de estimação, e até mesmo algumas que exigem padrões de abate para porcos e bois, não há uma lei sequer para proteger galinhas e frangos.



  6. Carne de frango é cheia de m*
    Em 2011, nos Estados Unidos, a USDA registrou que 90% dos casos relatados de problemas com carne de frango referiam-se a pedaços visíveis de fezes. Aqui no Brasil, estima-se que seja ainda pior.



  7. Comer “carne branca’’ mata ainda mais animais.
    Se você come ‘’apenas’’ carne branca porque acha cruel comer animais, aqui vai uma novidade. Mais de 95% dos animais abatidos no Brasil são frangos e galinhas de corte. Por causa da monstruosa demanda, muito mais frangos e galinhas precisam ser criados e abatidos para produzir toda essa quantidade de ‘’comida’’.



  8. O processo de abate é um dos mais cruéis.
    No Brasil, são quase 7 bilhões de frangos e galinhas abatidos por ano para consumo humano. Para conseguirem matar tantos animais de forma rápida, são usados processos inimaginavelmente covardes. Em muitos lugares, as aves são penduradas de cabeça para baixo, recebem choques elétricos, são mergulhadas em água escaldante e têm suas gargantas cortadas – e muitas continuam conscientes mesmo depois de tudo isso.



  9. Os trabalhadores da indústria avícola estão expostos a terríveis condições de trabalho.
    Segundo informações da Organização Internacional do Trabalho, cerca de 80% do trabalho escravo no Brasil se dá na indústria da carne, – grande parte na avicultura.



  10. Galinhas são muito inteligentes.
    As galinhas passam conhecimento de geração para geração e são capazes de reconhecer até 100 indivíduos, não apenas da própria espécie, mas também de humanos. Sua capacidade cognitiva é equivalente à de uma criança de dois anos de idade.


Clique aqui para descobrir receitas incríveis em nosso Guia Vegetariano Gratuito.