Hoje em dia encontramos uma situação muito peculiar na nossa sociedade. Temos milhões de pessoas no Brasil que são amantes de animais. Pessoas que têm cachorros, gatos ou papagaios, que seriam incapazes de aceitar que qualquer um levantasse um dedo para machucá-los, mas que, ao mesmo tempo, consomem carne diariamente.

Essa dicotomia faz com que achemos normal levarmos nossos cachorros para passear na rua três vezes ao dia e ao pet shop para cuidados pelo menos uma vez ao mês, mas que também achemos normal consumir carne e financiar uma indústria que promove as piores covardias e formas de violência com animais extremamente sensíveis e até mesmo mais inteligentes que cachorros.


Essa é uma percepção que precisa mudar urgentemente na nossa sociedade. Uma das indústrias mais ricas e poderosas do mundo, a indústria da carne, investe bilhões de dólares por ano em mensagens publicitárias, pesquisas direcionadas e workshops para médicos com o intuito de fazerem você acreditar que isso é normal e aceitável. Mas com uma parcela cada vez maior da população convivendo com pets, as pessoas começaram a perceber que os animais não são apenas um punhado de massa seguindo seus instintos de sobrevivência. Eles têm sentimentos, são inteligentes e possuem tanto interesse pela vida e pela liberdade quanto nós.

Juntos, nós podemos mudar o mundo. Basta fazer a conexão.


Para saber mais sobre uma vida sem consumo de carne, baixe nosso Guia Vegetariano Gratuito.