Muitos consideram seus cães e gatos como parte da família. Mas comem animais igualmente sensíveis, dóceis e inteligentes. Destacamos alguns dos motivos que mostram por que não há diferença entre comer porcos e comer qualquer outro animal:

1. Eles são muito inteligentes

Os porcos estão entre os cinco animais mais inteligentes do mundo – inclusive mais inteligentes que cachorros.

Eles têm excelente memória para localizar objetos e incrível senso de direção. Podem achar o caminho de casa de distâncias enormes.

2. Eles sofrem e sentem dor

Porcos são seres sencientes, capazes de sentir emoções como alegria, solidão, frustração, medo e dor.

A despeito disso tudo, a maioria dos porcos é submetida a crueldades inimagináveis do nascimento ao matadouro. Porcas gestantes são confinadas em celas de metal minúsculas em que são incapazes de se mexer. Os porquinhos têm seus testículos e dentes arrancados sem qualquer anestesia e muitos deles (os que não crescem rápido o suficiente) são arremessados de cabeça no piso de concreto para morrerem, de modo a não gerarem despesas para a indústria.

Este vídeo foi produzido a partir de uma investigação da Mercy For Animals nos Estados Unidos. No Brasil, a realidade dos porcos não é diferente. Veja você mesmo:



Eles merecem respeito e consideração. 
Há claramente uma enorme contradição entre amar alguns animais e comer outros.

Apesar de muita gente condenar a crueldade com os animais, muitos preferem se apegar a alguma justificativa para continuar comendo carne. Uma das principais é o argumento de que precisamos de carne para sobreviver.

A ciência já provou e milhões de veganos vêm demonstrando que não precisamos de qualquer alimento de origem animal para termos uma saúde perfeita. Na verdade, podemos ser mais saudáveis adotando uma dieta vegetariana bem balanceada, reduzindo assim drasticamente o risco de desenvolvermos câncer, diabetes e problemas cardíacos.

Clique aqui para baixar seu Guia Vegetariano Gratuito.