Mais de 11 mil cientistas alertam que estamos em emergência climática

Mais de 11 mil cientistas declararam que estamos em emergência climática e os hábitos da população podem estar relacionados a isso.

Em artigo publicado na revista BioScience, estudiosos de 153 países relataram resultados de análises de mais de 40 anos de dados públicos sobre desmatamento, emissões de gás carbônico e mudanças climáticas em geral.

“A partir dos dados, é possível ver que estamos enfrentando uma emergência climática”, afirmou o Thomas Newsome, da Universidade de Sidney. “Os cientistas têm uma obrigação moral de alertar a humanidade sobre qualquer grande ameaça”.

Os hábitos alimentares da população mundial têm grande impacto no meio ambiente, por isso foi apontada a necessidade de mudança. O artigo afirmou que "comer alimentos à base de vegetais e reduzir o consumo global de produtos de origem animal pode melhorar a saúde humana e reduzir significativamente as emissões de gases do efeito estufa".

De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, os gases de efeito estufa emitidos por animais criados para consumo geram cerca de 15% das emissões provenientes de atividades humanas. Se não mudarmos nossos hábitos alimentares, as emissões geradas pela produção de alimentos e o desmatamento global têm previsão de aumentar em 80% até 2050.

Este ano, por conta do desmatamento, vimos a maior floresta tropical do mundo queimar.


É preciso entender que nossas escolhas têm impacto no futuro do planeta e que juntos temos a capacidade de preservá-lo. Você quer contribuir e não sabe por onde começar? Experimente o Desafio 21 Dias Sem Carne. O planeta agradece! :)