Joaquin Phoenix ganha o Oscar e faz discurso contra as injustiças em relação aos animais e minorias

Neste domingo (9), Joaquin Phoenix ganhou o Oscar de Melhor Ator pela sua performance no filme "Coringa" e aproveitou seu discurso para falar sobre desigualdade, apontando a injustiça em relação aos animais, à população indígena, aos negros e à comunidade LGBT.

Ele acredita que falar sobre essas injustiças é uma forma de lutar contra a ideia de que um país, um gênero, uma raça ou uma espécie tem direito de dominar e controlar outra. O ator também reforçou que o ser humano se desconectou da natureza e que aproveita dos recursos naturais, de forma descontrolada, para seu próprio benefício.

Como um grande porta-voz pelos animais, o ator lembrou da crueldade presente na indústria do leite:

"Nós acreditamos que temos o direito de inseminar artificialmente uma vaca e, depois que ela dá à luz, roubamos o seu bebê mesmo que seus gritos de angústia sejam inconfundíveis. E então tiramos o seu leite, destinado para seu filho, e colocamos no nosso café e no nosso cereal".

Entenda mais sobre a indústria do leite no vídeo abaixo:


Joaquin Phoenix discursou que os seres humanos são tão criativos e engenhosos que, se colocassem mais amor e compaixão em seus atos, poderiam criar um sistema de mudança benéfico para todos os seres vivos e o meio ambiente. E que o melhor da humanidade está quando nos apoiamos, nos guiamos, nos educamos e nos ajudamos a crescer.

Então, vamos juntos nessa? Pequenas ações como participar do Desafio 21 Dias Sem Carne ou se informar com o Guia Vegetariano já fazem parte da mudança em prol de um mundo mais justo para aqueles que o habitam. E, se você já está fazendo a diferença, inspire outras pessoas! Juntos somos mais fortes ;)