Chutes e socos: vídeo secreto expõe realidade dos porcos no Reino Unido

Imagens comoventes capturadas pela Animal Equality, grupo de defesa dos direitos dos animais, expuseram situações terríveis em uma fazenda de porcos.

Câmeras escondidas na Fazenda Fir Tree, em Lincolnshire, que é propriedade de um dos maiores produtores de carne suína da Grã-Bretanha, revelam trabalhadores chutando repetidamente porcos e batendo neles com placas de plástico. Um porco ficou tão mal que nem conseguia se levantar e esperou, sem tratamento veterinário, 48 horas para "finalmente" ser abatido.

Esta é a terceira vez que a ONG registra trabalhadores abusando violentamente de animais em fazendas britânicas.

Toni Shephard, diretor da Animal Equality UK, disse:

"Embora as fazendas de suínos sejam locais inerentemente impiedosos, a brutalidade infligida a esses pobres porcos é incompreensível. Os trabalhadores demonstram total desprezo pelos animais sob seus cuidados e parecem alheios ao seu sofrimento, mesmo quando os porcos gritam de dor. Nós exigimos que eles sejam levados à justiça."
Veja as imagens chocantes por si mesmo:


Não importa onde eles estejam no mundo, frigoríficos são locais terríveis. No início deste ano, uma investigação do grupo italiano de direitos dos animais Lega Anti Vivisezione revelou porcos vivendo em galpões imundos, sofrendo de infecções e ferimentos sem tratamento, e tendo suas caudas cortadas ilegalmente em seis fazendas italianas que criam porcos para produzir presunto de Parma.

Uma investigação divulgada pela Mercy For Animals no Brasil em novembro do ano passado também mostrou que crueldade animal é a norma na indústria de carne de porco. As imagens mostram porcas confinadas nas chamadas celas de gestação ou de maternidade: um espaço entre grades em que elas passam a maior parte da vida gestando e tendo seus filhotes, e que de tão reduzido sequer permite que elas se virem de lado ou vivam com um mínimo de conforto. Como resultado do confinamento e resposta ao estresse e à frustração a que são submetidas, as porcas desenvolvem uma mania de morder a grade da cela incessantemente.

Orelhas e rabos dos porquinhos filhotes são simplesmente cortados, sem uso de qualquer anestésico. A gente mal pode imaginar a dor que esses bebês sentem por causa dessas práticas terríveis e inaceitáveis.

Veja com seus próprios olhos:


Os porcos são considerados o quinto animal mais inteligente do mundo — ainda mais inteligentes que os cães. E como cães e gatos, os porcos são brincalhões e sociais. Apesar disso, a indústria da carne os trata como meros objetos.

Enquanto os porcos na natureza vivem por cerca de 15 anos, em fazendas industriais eles são seletivamente criados para crescer extremamente rápido, atingindo o tamanho de abate em apenas seis meses.

Se você acha que esses animais merecem mais de nós do que essa vida, clique aqui e comece agora uma dieta vegetariana gostosa, saudável e compassiva.