Conheça a história do caçador que se tornou vegano: “Eu amo animais e não quero mais machucá-los”

Em vídeo para o Million Dolar Vegan, organização que promove o veganismo, o norte-americano Terry Munn conta como saiu de uma tradição familiar de caça animal e passou a ter mais compaixão em suas refeições, substituindo produtos de origem animal pelos vegetais.

Desde pequeno, Terry via seu avô caçando, o que o fez sentir que a prática era comum e o influenciou a participar. Ele diz que chegou a matar uma dúzia de veados e um grande número de pássaros com os colegas, também caçadores.

“Todos os animais em que atirei morreram violentamente, com sofrimento e estavam aterrorizados”, Terry relembra emocionado no vídeo. Em alguns episódios, ele já se sensibilizava com o sofrimento dos animais que lutavam por sobrevivência, mesmo feridos.

Hoje, Terry diz que ama todos os animais, por isso, não pode mais machucá-los, nem na caça, nem no seu prato. O fator que o fez abrir os olhos para uma forma mais saudável e compassiva de se alimentar foi o diagnóstico de colite, doença causada pela inflamação do intestino grosso (cólon).

Terry se tornou um protetor dos animais. Foto: Reprodução

Após ser vegano por dois anos, o ex-caçador conta que a mudança na alimentação trouxe benefícios para a sua saúde, ajudando-o a reduzir as consequências da doença. Ele até chega a agradecer por contraí-la, já que ela o ajudou a criar uma consciência em relação à indústria de criação de animais e suas práticas.

Assim como Terry, muitos não sabem o que acontece por trás das portas fechadas da indústria de alimentos de origem animal. Por isso, a Mercy For Animals trabalha com o time de investigações para revelar a realidade desses animais, como feito na Exportação Vergonha, que expôs a verdade sobre a exportação de animais vivos.


Você pode ajudá-los para que essa prática seja banida. Acesse https://exportacaovergonha.com.br/ e assine a nossa petição pedindo para que o Senado proíba a exportação de animais vivos para o abate.