1. Não há nenhuma lei federal que proteja os porcos explorados para abate

    Infelizmente, não há nenhuma lei que proteja os porcos durante suas vidas. É importante lembrar que, no Brasil, até mesmo câmaras de gás são permitidas como método de abate ‘’humanitário’’.



  2. Porquinhos doentes, ou que não crescem muito rápido, são mortos de forma brutal e covarde

    Os porquinhos bebês com alguma doença, ou que não crescem tão rápido quanto esperado, são brutalmente mortos devido à sua ‘’ineficiência produtiva’’. Muitos são atirados de cabeça no concreto ou mortos em câmaras de gás.



  3. A criação de porcos polui nossos rios

    Com dezenas ou centenas de milhares de porcos sendo criados e abatidos em uma única fazenda, milhões de toneladas de fezes, urina e sangue têm que ser despejados em algum lugar. O resultado são grandes lagos tóxicos que acabam contaminando os rios e o lençol freático.



  4. Porcas gestantes são mantidas em confinamento de forma covarde e desumana

    A indústria suína usa celas de gestação que mantêm as porcas imobilizadas no que talvez seja a mais cruel prática de contenção utilizada no mundo todo. Tão cruel que vem sendo proibida em muitos lugares do mundo.



  5. Os locais onde os porcos são criados são focos de bactérias perigosas para a saúde

    Em fazendas de animais explorados para abate, antibióticos são usados em abundância para acelerar o crescimento dos animais e mantê-los vivos nas condições precárias a que são submetidos. As bactérias acabam desenvolvendo resistência aos antibióticos, impossibilitando o tratamento em humanos infectados.



  6. Porcos são mutilados sem qualquer anestesia

    Após serem afastados de suas mães com apenas 10 dias de vida, os porquinhos têm seus dentes e testículos arrancados sem o uso de qualquer anestesia. Você consegue imaginar o tamanho da dor?




  7. Porcos recebem pouco – ou nenhum – cuidado veterinário

    As investigações da MFA já demonstraram isso em inúmeros vídeos reais. Muitos porquinhos são deixados para sofrer lentamente, mesmo com graves ferimentos e infecções, sem qualquer atendimento veterinário. Enquanto a indústria priorizar o lucro acima de tudo, os animais continuarão pagando o preço.



  8. Porcos são extremamente inteligentes

    Além de muito carinhosos, os porcos estão entre os animais mais inteligentes do mundo – até mais inteligentes que cachorros. São capazes até mesmo de jogar vídeo game com mais foco e sucesso que chimpanzés. No entanto, são tratados pela indústria da carne como meros objetos em um processo de produção desumano e doentio.